Alemães dificilmente falam sobre dinheiro. Eles não falam o quanto ganham, nem quanto custou aquela viagem de férias, muito menos o quão cara foi aquela cadeira de design comprada numa loja na rua mais chique da cidade.

E se você perguntar, ainda vão sair de escanteio. Mas, tem uma pergunta que eles nem piscam na hora de a fazer.

Eu tenho viajado muito ultimamente por conta de trabalho, amém. As pessoas que procuram um contato, uma small talk perguntam logo em que cidade eu moro. Aí começa:
– Eu moro em Berlin.
– Que legal! Em que bairro?
– Perto do centro.
– Seu apartamento é bom?
– É.
– Quanto você paga de aluguel?

Mermão, você nem me conhece, mas quer saber o quanto eu pago de aluguel?

Pois é. Aqui é assim.

Tem explicação, até. Mas, para um povo que não lida bem com números, é até esquisito ouvir essa pergunta tantas vezes. Sem falar que até incomoda.

E eu respondo: “eu pago o justo.”

A explicação é que o cenário no mercado imobiliário tem mudado constantemente em várias cidades. Eles perguntam até para comparar essas mudanças. Tem a questão da “Gentrification” também, mas isso é assunto para outro texto. 🙂

Anúncios