No salão, a cabeleireira:
– Se continuar aparecendo cabelo branco nessa velocidade, até o verão, a gente faz um “platinado”.

Colega de trabalho:
– Posso te ligar no domingo para acertarmos detalhes do projeto?

No restaurante, a garçonete:
– Não vai pedir, não? A cozinha vai fechar.

Na rua, um desconhecido:
– Afff… Não dá pra andar mais rápido?

Juro que tudo ficção nessa cidade cenográfica chamada Berlin.