Saí com marido pra jantar. Enquanto ele ia pagar pelo estacionamento, corri para me proteger do frio e do vento na entrada de um prédio. O tempo dos ventos siberianos chegou. :/

Em minha direção, uma mulher. Ela queria entrar no prédio. Antes de abrir a porta, me pergunta se eu estava esperando por alguém. No caso, um morador. Eu respondi, sorrindo, que estava apenas me protegendo do vento.  Ela riu e me deu razão.

Então, ela abre a porta, entra no prédio e me pergunta:
– Não quer entrar pra se proteger melhor?
Agradeci e mostrei marido vindo para irmos para o restaurante.

Agora veja você, caro leitor. A mulher nunca tinha me visto na vida. Eu podia estar mentindo, ser uma ex-namorada vingativa e estar só esperando uma oportunidade de entrar no prédio e botar fogo no apartamento do dito cujo. Mas, ela preferiu acreditar em mim e se preocupar com o meu bem estar.

Eles são, muitas vezes, de uma inocência tão gentil…